AGRICULTURA DE PRECISÃO

O que é a agricultura de precisão?

A agricultura de precisão é uma ferramenta que se baseia na avaliação da variabilidade do solo, ou seja, das diferenças existentes na área de lavoura à fertilidade do solo, produtividade, etc.

 

1° Passo: Definir o grid de amostragem:

EXEMPLO: Área de 100 ha:

Grid 1: 100 análises de solo com 2.500 perfurações/subamostras;

Grid 2: 50 análises de do solo com 1.250 perfurações/subamostras;

Grid 3: 33 análises de solo com 825 perfurações/subamostras.

Obs. Hoje podemos fazer grid de até 0,1 que representa 1 análise de solo para cada 0,1 hectare. 

Exemplos de Grid:



Área de lavoura de 83,04 ha, que vamos transformar em grid, para efetuar a coleta de solo georeferenciada. Onde que pode optar em fazer Grid de 1; 2 e 3 como mostra os exemplos a seguir:

Grid 1 ha: é 01 análise para cada 01 hectare.

Nesta área de 83,04 ha é gerado 84 quadrado que representa 1 ha cada quadrado, ou seja, 84 análises de solo. Para compor uma análise é feita 25 subamostras, então nessa área foi coletato 84 amostras com 2.100 subamostras ou perfurações.

(01 amostra igual 01 análise de solo)

Grid 2 ha: é 01 análise para cada 02 hectare. Nesta área de 83,04 ha é gerado 42 quadrado que representa 2 ha cada quadrado, ou seja, 42 análises de solo. Para compor uma análise é feita 25 subamostras, então nessa área foi coletato 42 amostras com 1.050 subamostras ou perfurações. 

(01 amostra igual 01 análise de solo)

Grid 3 ha: é 01 análise para cada 03 hectare. Nesta área de 83,04 ha é gerado 28 quadrado que representa 3 ha cada quadrado, ou seja, 28 análises de solo.

Para compor uma análise é feita 25 subamostras, então nessa área foi coletato 28 amostras com 700 subamostras ou perfurações.

(01 amostra igual 01 análise de solo)

 

Obs. As áreas de lavouras como mostra os exemplos acima, sempre sobra um canto que não completa o grid, o exemplo do mapa de grid de 2, teria que fechar  62 amostra devido os cantos fecha 68  amostras.

 

2° Passo: Coleta de solo

- histórico da área;

- condições do solo para coleta;

- escolha da profundidade da coleta;

- coleta estratificada;

- observar as condições de coleta na linha e entre linha de plantio;

 

 

 

 

3° Passo: Preparação da amostra para ser entregue ao laboratório de solos.

 

4° Passo: Geração de Mapas de Fertilidade do Solo 

O trabalho consiste na elaboração dos mapas de fertilidade do solo para cada nutriente, para uma completa avaliação, são gerados 16 mapas de nutrientes e suas relações, onde mostra abaixo alguns exemplos de mapas.

 

 Argila pH em água
   
   
 Saturação de base  Fósforo
   
   
 Potássio  Matéria Orgânica
     

 

 

5° Passo: Geração de Mapas de Aplicação 

Após passar por análises os mapas de fertilidade do solo, são gerados os mapas de aplicação para serem corrigidas de forma localizada, no ponto que foi feito amostragem do solo. As correções somente serão realizadas onde for necessário, trabalhando com doses variadas de nutrientes dentro da mesma gleba e corrigindo somente onde for necessário.

 

Alguns exemplos de mapas são detalhados conforme mostra a figuras abaixo.

 

Mapa de Aplicação de Calcário  Mapa de Aplicação Superfosfato Triplo
      
   
 Mapa de Aplicação de Cloreto de Potássio  
   

 

 

6° Passo: Geração de mapas de colheita

Mapa de colheita é mais uma informação importante de resposta da cultura ao uso correto e em quantidade adequadas de fertilizante para obter o máximo de produção. O mapa  de colheita é usado para recomendar adubação para a próxima cultura através da exportação de nutrientes e também a  coleta de solo georeferenciada por zona de manejo.

 

Mapa de colheita Mapa de colheita interpolado
   

 

Com essas informações detalhadas, há uma segurança de recomendação de fertilizantes e uma redução de custos, pois os corretivos, geralmente, não são aplicados em toda a área e as doses são definidas para cada local particular. A operação tem o nome de aplicação a taxas variáveis. Essa operação deixa a área mais uniforme, com a possibilidade de reduzir os locais em que a cultura não produz bem devido aos problemas de fertilidade do solo.